quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Problema dos concurseiros



Uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos candidatos a uma vaga em um concurso público é a espera para assumir o cargo após a aprovação. Hoje, pelo menos 80 mil candidatos aguardam a colocação no setor público brasileiro.
Pensando em resolver esta situação, o Supremo Tribunal Federal decidiu que, ao ser aprovado, o concurseiro já ganha o direito à colocação dentro das vagas oferecidas no edital. Embora a decisão ainda não seja lei, a expectativa é de que os órgãos públicos cumpram o estabelecido, já que a decisão final é do governo de cada Estado.
A novidade representa um estímulo para quem se dedicou aos estudos, passou pelas avaliações e aguarda a convocação para começar a trabalhar. Além disso, a nova regra deve atrair também aqueles que se sentiam desestimulados a prestar os exames em razão do número reduzido de vagas e do risco de nunca serem chamados. As provas dos Correios, do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), da Polícia Federal, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e do Tribunal Superior Eleitoral estão entre as mais concorridas.
Quem decide entrar nessa disputa enfrenta um desgaste emocional enorme. Por isso, é preciso ter paciência, determinação e, acima de tudo, organização nos estudos.
Create your own banner at mybannermaker.com!
Planejamento
Para ingressar e construir uma carreira pública, o planejamento é fundamental. O primeiro passo é definir o tipo de concurso que se quer prestar. Depois disso, é necessário checar todas as exigências e a programação do edital.
Uma vez feita a inscrição, chega a hora de traçar a estratégia de estudos. A cada dia, estude o que foi planejado e nunca crie a ilusão de que é possível compensar as perdas no dia seguinte. A disciplina é imprescindível para alcançar o sucesso.
Outra dica importante é estudar a partir de provas de concursos anteriores. Esse exercício ajuda o candidato a perceber quais são os seus pontos fracos, e permite que ele conheça como os conceitos são cobrados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário